Friday, September 14, 2007

Águas passadas

Por vezes viajo...e relembro depósitos de águas passadas que intensamente fluiram na minha vida. Cada estrato conta uma história, única! Uns mais espessos, outros mais finos. Diferentes tipos de sequências são formadas, umas mais calmas, evidenciadas por uma estratificação laminar, outras...autênticos depósitos tempestíticos, mas é nos ciclotemas, nas transgressões e regressões da vida, que está tudo bem consolidado, podem passar-se anos e anos...que não há meteorização que "apague" estes depósitos da minha mente. Assim, cada vez que viajo até eles...relembro esses "ambientes" com um enorme sorriso nos lábios....e já com saudades!!!

...é bom, quando águas passadas voltam a fluir no presente! =)

Thursday, September 13, 2007

Roma, Novembro de 2005

O meu olhar cruza o teu olhar
É tão intensamente
Que por momentos
Parece a ilusão de um sonho
Que me faz sonhar

O meu olhar cruza o teu olhar
É tão intensamente
Que neles fica a mágoa de
Não poder tocar

O meu olhar cruza o teu olhar
E nada vejo!!

Tuesday, September 4, 2007

Vou ficar..

Sentada na linha de cumeada
Avisto um largo horizonte
Como de uma peneplanície se tratasse
Lá de cima
Fica a esperança, de que no meio daquela imensidão
Te possa avistar
Hummmmm....
No ar,
Paira uma leve e intensa brisa
Que ao passar por mim,
Faz-me lembrar
O teu cheiro
Que não vou querer parar de cheirar,
Para poder matar as saudades ,
Porque do topo da montanha,
Não te consigo avistar..

Sentada numa linha de cumeada
Vou ficar..
Até te conseguir avistar!!

Pegadas da vida...

Já estão quase juntos...
Mais um ciclo está a acabar
Está a chegar o fim...
E sei..
Que um dia vou ter que partir,
Então, duas nascentes vão nascer de
Duas torrentes permanentes,
Como se de dois rios salgados se tratassem,
E eu...
Lá de longe,
Recordarei cada “instante” em que
Por mais ciclones em mim vagueassem
Sempre que te via...
Raios de sol refractavam-se em mim atingindo o núcleo
Enquanto outros reflectiam particulas balísticas de alegria
Aquele sorriso
Dizia tudo
Sem saberes
Eras o meu porto de abrigo
Cada gesto, cada palavra, cada figura
Tudo isto era retribuído com enorme carinho, admiração e respeito
E...por maior que seja este alastramento
Está tudo sedimentado em mim
E por mais ciclos de wilson que passem
Ficará tudo fossilizado na minha mente
...e no meu nucleo!
Há milhões de anos
Que passam em segundos,
Mas há segundos que duram milhões de anos
E o Tempo...
Ai ó Tempo!!
Porque não fossilizas tu!

16/01/06 - 20/12/06



Uma viagem...um destino...uma manhã fria e cinzenta...uma curva...2 piões...uma carrinha...umas mimosas..um telemóvel a tocar..não o conseguia "calar"...queria sair, mas sem o conseguir! uma viagem que não chegou ao fim...uma manhã fria e cinzenta que tantos sonhos me roubou...finalmente cheguei ao destino, mas não era este o destino que inicialmente estava destinado...uns corredores...uma tarde...um pé, um joelho, um pulso que já não eram os mesmos...um anestesista...(há momentos em que temos que sonhar mesmo acordados e viajar através dos sonhos, por mais impossiveis que eles sejam, assim, conseguimo-nos abstrair da realidade e no fundo...viver a ilusão de um sonho, que nos faz sonhar!)...5 parafusos e 3 arames...3 caras conhecidas (Mãe, Leta, Ricardo)...uma longa noite...um dia..(quero ir para casa)...outro dia...este sim é um grande dia...muitos amigos, uma grande festa e os 24 já ninguém mos tira!! uma noite...(quero ir para casa)...ao fim de 9 dias fui finalmente para casa!...ao fim de 1 mês e meio...já sem ligaduras na perna...ao fim de 2 meses, sem gesso no pulso...ao fim de 3 meses, voltei a "aprender" a andar...o regresso a Lisboa...ao fim de 3 meses e meio finalmente abandonei-a...mas nada é como dantes..novos AMIGOS ("my family")..no fundo perde-se sempre algo, adiam-se sonhos mas acima de tudo o que se ganha é sempre maior do que aquilo que se perdeu, (vocês todos são o exemplo disso) a vida é assim, e se um dia pudesse voltar atrás, nada mudaria, passaria por tudo outra vez!! ...11 meses e 4 dias...voltei ao "ponto de partida", o reviver de uma situação...mas agora "com uns parafusos a menos"!...finalmente abandonei os meu acessórios...e o regresso das minhas 2 amigas...que também, não vai ser por muito tempo!....só falta mesmo é voltar a passar por lá....um dia conseguirei!!!