Tuesday, September 4, 2007

Pegadas da vida...

Já estão quase juntos...
Mais um ciclo está a acabar
Está a chegar o fim...
E sei..
Que um dia vou ter que partir,
Então, duas nascentes vão nascer de
Duas torrentes permanentes,
Como se de dois rios salgados se tratassem,
E eu...
Lá de longe,
Recordarei cada “instante” em que
Por mais ciclones em mim vagueassem
Sempre que te via...
Raios de sol refractavam-se em mim atingindo o núcleo
Enquanto outros reflectiam particulas balísticas de alegria
Aquele sorriso
Dizia tudo
Sem saberes
Eras o meu porto de abrigo
Cada gesto, cada palavra, cada figura
Tudo isto era retribuído com enorme carinho, admiração e respeito
E...por maior que seja este alastramento
Está tudo sedimentado em mim
E por mais ciclos de wilson que passem
Ficará tudo fossilizado na minha mente
...e no meu nucleo!
Há milhões de anos
Que passam em segundos,
Mas há segundos que duram milhões de anos
E o Tempo...
Ai ó Tempo!!
Porque não fossilizas tu!

No comments: