Monday, November 10, 2008

Passeio de Buggy no Litoral Norte

Pouco passava das nove da manhã, quando Jean chegou no seu super buggy aos corais com o objectivo de nos proporcionar um dia cheio de emoção e sairmos dele dez anos mais jovens!

Jean - o nosso buggueiro

Já todos instalados dentro do buggy, música altíssima e aí vamos nós rumo à aventura!!


Seguimos pela Via Costeira, onde estão localizados os melhores hotéis de Natal assim como o segundo maior Campo de Dunas fixas do Brasil (são designadas dunas fixas devido à vegetação rasteira que as envolve, fixando-as, impedindo a sua progressão).


Poucos kilómetros após a travessia da Ponte Forte-Redinha chegámos ao local onde se efectuou a primeira paragem, Aquário de Natal, onde é possível visualizar algumas espécies de peixes, anfíbios, répteis, tartarugas e não esquecendo do belo tubarão lixa sempre pronto para umas carícias...e é claro que foi com muita emoção que acariciei um.














Toca todos a entrar, música altíssima e aí vamos nós... à beira mar durante alguns instantes até entrarmos num campo de dunas móveis (a ausência de vegetação e sob acção do vento, elas progridem por kilómetros e mais kilómetros) e foi aí que tudo começou, ora desce duna, ora sobe duna e a adrenalina a funcionar ao máximo, qualquer coisa de indiscritivel, só quem vai é que sente, ter a percepção que o buggy vai capotar, mas não, Jean tinha tudo sob controle!


Finalmente chegámos à Lagoa de Genipabu, há uns anos atrás ainda cá encontrávamos a Tieta ou então alguma personagem do Clone, pois foi nesta zona que ocorreram as gravações destas e doutras novelas que nos adoçaram os serões. Belas paisagens.






A emoção continua...sempre com algumas paragens para registar o momento, tá claro!

Nos "oásis" destas dunas de Genipabu é sempre possível andar de "jumento", dromedário e até fazer sandboard, eu não me aventurei, mas a minha prima Fabiana saiu-se uma autêntica surfista das areias!










Sempre com os décibeis em alta, a animação era total, apanhámos o buggueiro mais doido que havia, ele servia de Dj, ele era fotógrafo, ele animava sempre a malta com a sua boa e contagiante disposição! como alegria é alegria, música alta e toca todos a curtir e a dançar porque agora íamos fazer atravessia do Rio Ceará-Mirim de balsa em busca de mais dunas!









Mais emoção atrás de emoção em pleno "deserto" e mais uma paragem, não havia oásis, mas o contraste entre o azul do céu pintado de branco por algumas nuvens e o amarelo das dunas torradas pelo sol era um quadro digno de ser "pintado"! E enquanto "batiamos" umas fotos, apareceram dois rapazes, um com um sagúi e outro com um lagarto (como não percebo nada de lagartos não sei se era uma iguana ou não, mas acho que era!) e em troca de uns reais lá confraternizei com os "animáles" e claro, "rólou" muita foto! Até pensei em arranjar destes bichinhos para fazer companhia à minha Filó!





































Todos para dentro do buggy, música alta (e não é que a "movet" também deu loooll) e toca a andar até à Cascatinha de Pitangui para refrescar um pouco ...







... mas como era um passeio com emoção e a emoção de descer e subir duna não bastava, o pneu do buggy furou a caminho da Lagoa de Jacumã, como o nosso buggueiro era especial, rapidamente resolveu o assunto!!




Pneu remendado, finalmente chegámos à Lagoa de Jacumã onde todos nós (Primo Domingos, Fabiana, Bárbara) fizemos "aerobunda" que consiste em deslizar num cabo até terminar com a nossa "bumda" a bater nas águas da lagoa, aconselho!!!


Os corajosos dos meus primos ainda fizeram "skibunda", um trenó que é lançado das dunas e vai de encontro a um lago, humm.. um dia quem sabe, experimento!

PS: a Fabiana fartou-se de gritar na descida, porque será?







Como a fome já estava a apertar, parámos num restaurante à beira-mar onde recarregámos forças...ao fim de tanta emoção!!! só podia.







Já de regresso, fizemos uma última paragem na Lagoa de Pitangui (a sua origem é do afloramento da formação geológica Barreira) onde observámos a magia de uma bela paisagem que nos envolveu num quadro onde nós éramos umas personagens pintadas!!!











The end